Infância

Eu tenho uma fada em casa. Às vezes ela vira uma bruxinha...  mas passa rápido.

A minha fada, agora com 7 anos, é dona de uma força de vontade impressionante, Marina sempre sabe o que quer. Já começou assim, ao simplesmente ignorar a presença do D.I.U. no meu útero.

Ela fala ou canta sem parar. Nunca a vi em silêncio por mais de 5 minutos, mesmo que esteja assistindo um filme, Ela continua falando. Nunca ouvi dizer: estou cansada ou estou com sono. Ela tem uma energia infinita e por isso ela brilha e aquece o lugar onde está.

Com ela jamais terei que me preocupar com ela sofrer por esconder e sufocar o que sente.

Com ela, o que me preocupa é que ela sente demais, e como ela conseguirá canalizar toda essa energia.

Levo ela ao meu mundo de adultos sempre que posso. Ela adora ir comigo no "Palácio da tecnologia"! (É o centro de tecnologia onde trabalho). Ela gosta de ver os laboratórios.

Iniciamos juntas uma brincadeira de pintar desenhos infantis para afastar a bruxinha que as vezes se instala. São estes desenhos que trago aqio. Usamos papel A3 aquarelável. Trabalhamos com o que ela quiser, mas em geral usamos lápis aquarelável, canetinha e tinta 3D.

Ela escolhe os temas e as cores (com alguma indução minha, confesso). Eu a deixo pintar alguns pedaços sozinha. Como o resto da família ela já demonstra amor pelas artes. Faz teatro e música e leva muito jeito.

Quando eu pergunto o que quer ser quando ela quando crescer, ela me responde que quer ser inventora, veterinária, dona de uma loja de moda, atriz e engenheira.

Então eu falo:

- Filha você vai ter que escolher uma dessas coisas

- É claro que não mãe. Eu posso ser uma delas para cada dia da semana.

Sou obrigada a reconhecer que ela tem razão.

©2019 by flor-rabelo. Proudly created with Wix.com